Blog pessoal de José Castanheira, membro do Partido Comunista Português, eleito na Assembleia Municipal de Olhão pela CDU, e candidato por esta coligação, à Presidência da Câmara Municipal de Olhão
publicado por Vai a Olhão, vai... | Quarta-feira, 21 Janeiro , 2009, 07:05

No passado sábado, na apresentação - que aqui já referi - dos livros do Casal Pires, o Presidente Leal, na sua laudação da sua obra, abordou o assunto das Comemorações dos 200 anos de Olhão, que na boca do Presidente, foram um sucesso tão grande que vão contibuar por 2009...

Bem, das dezenas ou centenas (ou mais ainda...). de iniciativas, que  segundo ele, foram realizadas para assinalar esta efeméride, o Eng Leal só conseguiu destacar 2:

 - A reconstituição feita pelos alunos da Escola João da Rosa

 - A realização do Congresso Histórico sobre Olhão

Se de facto, a reconstituição, embora já tinha sido realizada anteriormente e portanto não seja própriamente uma iniciativa inédita, é sempre interessante e merece encómios, pelo trabalho desenvolvido por professores e alunos daquela escola, foi realmente um acto que teve impacto junto da população.

O Congresso Histórico, teve qualidade bastante nalgumas comunicações (embora o mesmo não se possa dizer de outras...), mas exceptuando a Sesão de encerramento que juntou aproximadamente 130 pessoas, participaram efectivamente cerca de 40/50 pessoas, designadamente os historiadores que tinham trabalhos a apresentar. Julgo que mesmo com transportes pagos, passou ao lado da população.

E não falou em mais nada...

Não falou (só para dar um exemplo), no "maior fogo-de-artificio do Algarve", talvez com remorsos pelos 100.000,00 €, gastos.

Mais nada.

 No fundo, creio que é o reconhecimento de que aquilo a que se pode chamar  comemorações, não só "arrancaram" tarde, como "arrancaram" aos solavancos e portanto não estiveram à altura do que se esperava e até do que tinha sido anunciado...

É por isso, que quanto a mim, elas vão continuar. Não por terem sido comemorações que tenham envolvido o Povo do nosso Concelho, mas pelo contrário, para ver se ainda fazem alguma coisa de jeito...

E se vão continuar, deixo aqui uma ou outra idéia, que pode ser que sirvam para alguma coisa:

- Lembrem-se que as Freguesias, também pertencem a Olhão...

- Tentem concluir o Monumento à Restauração, que está na Praça do mesmo nome, frente à igreja Matriz e já disponibilizei, na Assembleia Municipal (se a Câmara quizer...), os elementos históricos que a esse respeito, estão em meu poder

- Sugiro como local para a colocação do memorial (que dizem ir fazer...), o declive ao lado da Biblioteca, que dá para a Praça de Agadir, entre a linha do caminho de ferro e as Finanças.

- Talvez pudesse ser feito algo, em Quelfes, que lembrasse os acontecimentos na Ponte Velha. Os Professores e alunos da Freguesia, certamente ajudariam.

- Talvez pudesse ser organizado um grande evento de Mar (não falo da Expomar), que homenageasse os homens do mar que foram eles, não só que ergueram Olhão, como têm sido decisivos para o seu engrandecimento.

Finalmente e sobretudo, aproveitem o que possam vir a fazer para que os vindouros saibam que se comemoraram em Olhão os 200 anos da sua fundação e que não seja só a presença do Quim Barreiros e outros, que fique na memória Olhanense.

Foi o eng Leal que falou em "Olhão, Cidade da Cultura"... O que será que ele entende por isso?...

 

José Castanheira


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO