Blog pessoal de José Castanheira, membro do Partido Comunista Português, eleito na Assembleia Municipal de Olhão pela CDU, e candidato por esta coligação, à Presidência da Câmara Municipal de Olhão
publicado por Vai a Olhão, vai... | Terça-feira, 03 Fevereiro , 2009, 22:01

Nos ultimos dias passei por várias plantações em estufas no nosso concelho e apercebi-me de que os intensos frios que se têm feito sentir, queimaram por completo algumas culturas que estavam já bastante desenvolvidas, como por exemplo as tomateiras.

Era triste de se ver.

Meses de trabalho, investimentos em adubos, em semestes, em rega etc , tudo, tudo ardido, queimado pelos frios e geadas.

Pensei no que farão agora esses agricultores? Certamente recomeçarão, pois esta é a sua labuta, este é o seu modo de viver, sabendo que podem estar sujeitos a que num ou dois dias, todo o seu trabalho se esfume.

E pensei também, que talvez pudesse haver qualquer tipo de apoio, por parte da Câmara de Olhão.

Telefonei a perguntar.

A senhora que atendeu, atenciosa, afirmou que desconhecia que houvesse por parte da Câmara qualquer tipo de apoio para a Agricultura, mas que iria procurar saber. Até disse a quem iria falar, mas não vale a pena referi-lo aqui e agora...

Aguardei e pouco tempo depois, simpáticamente informou-me que realmente por parte da Câmara de Olhão, náo estavam disponiveis quaisquer tipo de apoios para a Agricultura, no Concelho.

Argumentei que, por exemplo em relação às Pescas, sempre iam havendo uns apoios, mais que não fossem morais, mas a senhora confirmou que não estava previsto nenhum apoio para a Agricultura, nem para este problema, nem para outros referentes ao sector Agrícola.

Ainda alvitrei o Patacão... e a senhora disse um talvez....

O telefonema terminou e eu fiquei a pensar com os meus botões que eu sei que as Câmaras não têm competências em matéria de economia.

Mas podem dar indicações, podem estimular, podem transmitir solidariedade, podem interceder ou dizer que intercedem, junto deste ou daquele governante, como a Câmara de Olhão disse que fez (e se o fez, ainda bem), com a pesca na Fuzeta...

Mas pelos vistos e apesar de todos os sectores económicos (e não só), estarem a passar dificuldades, em Olhão há uns sectores económicos, que são mais filhos e outros mais enteados.

Zeca Afonso, quando cantava que a terra de Olhão não era madrasta, certamente nunca terá pensado que uma Camara em Olhão, pudesse ter uma relação de madrasta (com todo o respeito pelas madrastas) para com a Agricultura do Concelho...

 

José Castanheira


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds